DICAS DE MANUTENÇÃO 23.MAI.2017

A importância do cinto de segurança de três pontos

Criado em 1959, o cinto de segurança de três pontos tinha o objetivo de reduzir as lesões dos ocupantes dos veículos no caso de colisões.

Criado em 1959, o cinto de segurança de três pontos tinha o objetivo de reduzir as lesões dos ocupantes dos veículos no caso de colisões. Até então, o cinto mais conhecido era o de dois pontos. Após 57 anos, o cinto de três pontos é usado por todas as montadoras por ser comprovadamente mais eficiente. Atualmente no Brasil, as montadoras ainda têm permissão para fabricar veículo com cinto de dois pontos para o passageiro que ocupa a parte de trás central do veículo.

 

Uma resolução do Contran, no entanto, determina que todos os carros fabricados a partir de 2020 devem sair de fábrica com o cinto de três pontos para todos os ocupantes. Os benefícios são muitos. Os principais estão relacionados aos fatos que os cintos de segurança de três pontos retêm melhor os ocupantes em suas posições e propiciam uma distância maior dos ocupantes das partes rígidas do veículo, principalmente as regiões do tórax e da cabeça que geralmente sofrem no momento do impacto.

 

Além disso, o cinto de três pontos permite o uso de tecnologia como o pré-tensionador, comum em veículos equipados com airbag e que tem a função de retrair o cadarço do cinto no instante após o impacto, melhorando o posicionamento do ocupante e aumentando a distância em relação ao painel.

 

DICA SIM: Nunca deite o banco para dormir.

 

De acordo com o artigo 65 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), todos devem utilizar o cinto de segurança, inclusive os passageiros do banco traseiro. Segundo o CTB, a responsabilidade pelo uso do cinto de segurança pelos passageiros do veículo é do motorista.

 

Fonte: Código Brasileiro de Trânsito e Cesvi Brasil

 

COMENTÁRIOS

Cadastre-se e receba
conteúdos e novidades!

Posts mais lidos

Arquivo

© Copyright 2021 SIM Rede de Postos