DICAS DE MANUTENÇÃO 05.MAR.2015

Como anda a refrigeração do seu motor?

A refrigeração do motor de um veículo é feita por um fluído aquoso, que circula por todo o sistema de arrefecimento.

A refrigeração do motor de um veículo é feita por um fluído aquoso, que circula por todo o sistema de arrefecimento.
O sistema de arrefecimento é um conjunto de componentes, que tem por função controlar a temperatura de trabalho do motor, dentro de
uma faixa ideal para o qual ele foi projetado. Dentre seus componentes se destacam: o radiador, a bomba de circulação, a válvula termostática, o sistema de ventilação forçada (ventoinha), as mangueiras, o sensor de temperatura, o reservatório e o líquido de arrefecimento, que, ao circular no sistema, faz a troca de calor.


Hoje, com o gerenciamento eletrônico do motor, qualquer variação de sua temperatura altera a quantidade de combustível injetado e o ponto de ignição. Logo, sem estar na temperatura ideal, o motor terá menor durabilidade, desempenho prejudicado e emitirá poluentes.
O fluído de arrefecimento é hoje constituído de uma mistura de, em média, 60% de água e 40% de um aditivo, que é necessariamente à base de monoetilenoglicol. Esta mistura neste percentual só ferverá entre 116°C a 120°C, dependendo da altitude geográfica em que o veículo se encontra. Outra função desse aditivo é evitar que a água congele ao atingir 0°C. Usando este aditivo, o congelamento só ocorrerá a partir de 25°C negativos.


Portanto, a utilização de um aditivo à base de monoetilenoglicol para a água deste sistema tornou-se obrigatório e, por isso, recomendado por todos os fabricantes de veículos. Fazer a troca do líquido de arrefecimento, pode ser um procedimento
simples, mas são necessários alguns cuidados, que só um mecânico capacitado tem. Se o fluído de arrefecimento estiver com a cor marrom escura ou muito suja, é porque o aditivo perdeu todas as suas condições de funcionar corretamente, e em todos os lugares do sistema por onde o fluído passa estão enferrujados.

 

A ferrugem, além de corrosiva, é um isolante térmico. Para eliminarmos esta ferrugem, deve-se usar um aditivo de limpeza,
tipo o Bardahl Radflush e, após este processo, remover toda a água suja e só aí deverá ser colocada nova carga de água com os aditivos estabilizantes de temperatura à base de monoetilenoglicol. Estes aditivos se classificam em orgânicos (cor alaranjada) e em inorgânicos (cor verde). Os aditivos inorgânicos têm durabilidade de um ano ou 30.000Km de uso e os aditivos orgânicos podem ser usados de dois a três anos. O aditivo inorgânico da Bardahl é o Rad Cool Plus e o orgânico é o Bardahl Rad Cool Long Life

COMENTÁRIOS
© Copyright 2021 SIM Rede de Postos