NOVIDADES 15.OUT.2015

Palestra do vice-presidente da Raízen Combustíveis tratou do futuro do mercado de energia

Vice-presidente da Raízen Combustíveis, Leonardo de Pontes palestrou na reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) nessa quarta-feira (14).

Vice-presidente da Raízen Combustíveis, uma das mais competitivas empresas de energia do mundo e uma das cinco maiores do País em faturamento, Leonardo de Pontes palestrou na reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) nessa quarta-feira (14) sobre o futuro da matriz energética e o mercado brasileiro. Ele foi o convidado da SIM Rede de Postos, empresa com sede em Flores da Cunha e presente em 33 municípios do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, para comemorar os seus 30 anos.

De acordo com Pontes, a matriz energética brasileira é considerada limpa para os padrões globais, sendo bastante elogiada mundialmente. Por isso, acredita o executivo, o Brasil deve seguir investindo em fontes alternativas de geração de energia. “Temos ainda uma predominância hídrica, alguns projetos terão certo crescimento, como a Usina de Belo Monte, mas vamos ver uma proliferação de energias alternativas, em especial a biomassa, a eólica e a solar”, afirmou o palestrante. Ele entende que a diversificação energética é uma grande oportunidade para a demanda brasileira por energia. “O combustível fóssil ainda terá seu papel, como em qualquer outro lugar do mundo, mas a nossa predominância de geração de energia elétrica vai advir de fontes mais limpas. Já estamos na vanguarda”, avaliou. A previsão é de 45% de crescimento no consumo de energia no Brasil, impulsionado pelo histórico aumento da renda e do crescimento populacional.

A transição da matriz de geração hidrotérmica para fontes alternativas se dá por fatores como novas hidroelétricas com baixa capacidade de armazenamento, alto impacto ambiental e longe dos grandes centros consumidores. “Enquanto a energia hidrelétrica perde participação, a eólica, gás e solar ganham espaço”, mencionou o vice-presidente da Raízen. Ele apresentou dados que indicam indicando que a energia hidrelétrica, que em 2014, respondia por 66% da matriz energética brasileira, terá sua participação reduzida para 55% até 2024. As energias limpas, ao contrário, passarão dos atuais 17% para 28% nos próximos 10 anos.

A Raízen tem apostado e investido em uma matriz energética mais limpa e renovável. A empresa, além de ser a terceira maior distribuidora de combustíveis do País, é líder individual em moagem de cana no Brasil e principal fabricante de etanol de cana-de-açúcar, com um volume anual de cerca de 2,1 bilhões de litros.

Homenagem – Para homenagear os 30 anos da SIM Rede Postos, o presidente da CIC, Carlos Heinen, fez a entrega de uma placa ao presidente da empresa, Itacir Neco Argenta.

Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC

COMENTÁRIOS
© Copyright 2021 SIM Rede de Postos