VIAGENS 10.FEV.2016

Para viver o verão em Porto Alegre

Quem tem de ficar na Capital, há algumas opções para, pelo menos, aproveitar o calor em boa companhia.

Porto Alegre é uma das capitais que registram as mais altas temperaturas durante o verão em todo o país. Conhecida também como Forno Alegre, a cidade reúne um conjunto de fatores que explicam o calor. A posição geográfica é uma delas. Em janeiro, o número de horas de sol no hemisfério sul é maior e a umidade do ar é baixa. Além disso, a capital gaúcha está numa região de clima subtropical, caracterizada por extremos de frio e de calor.


Quem pode, troca a cidade pela praia ou serra durante a estação. Ou viaja para outro estado, ou outro país. Quem tem de ficar na Capital, há algumas opções para, pelo menos, aproveitar o calor em boa companhia.


Pôr do Sol

Ele é de todos. Mas parece que é mais de Porto Alegre. Na capital gaúcha, pelo menos, ele é uma atração turística. Sim, o pôr do sol no Guaíba, que muitos chamam de rio e outros de lago, atrai centenas de pessoas para admirá-lo. Principalmente nos finais de semana. Muitas se reúnem na Usina do Gasômetro, outras vão passear no calçadão do bairro Ipanema. Há quem prefira admirar os tons avermelhados e laranja do alto da Casa de Cultura Mário Quintana. Há quem diga, entre os porto-alegrenses, que não existe no país pôr do sol mais bonito.

002

Foto: Alfonso Abraham


Porto Alegre é banhada pelo Guaíba que, na verdade, é uma laguna, já que tem ligação com o mar. Guaíba é uma palavra de origem tupi e significa pântano profundo. O Guaíba possui diversas ilhas e uma ponte móvel, que é considerada um dos símbolos da cidade.


O fim de tarde na beira do Guaíba é sempre uma surpresa agradável. Nunca um dia é igual a o outro. É um lugar excelente para tomar um chimarrão, trocar conversa fora, caminhar, pedalar e apreciar a natureza. No lugar, você poderá alugar uma bicicleta para percorrer a orla, patinar de roller ou fazer um passeio de barco para ver Porto Alegre por outro ângulo.

 

Redenção

003

Foto: Afonso Abraham

 

O Parque Farroupilha, mais conhecido como Redenção, conta com 370 mil metros quadrados e é contornado pelas avenidas João Pessoa, José Bonifácio, Osvaldo Aranha e Ruas Setembrina e Engenheiro Englert – nos bairros Cidade Baixa e Bom Fim – tradicionais por reunir a boemia porto- alegrense. O Parque abriga árvores centenárias e espécies nativas do Rio Grande do Sul e do Brasil. O monumento do Expedicionário, inaugurado em 1953, representando um duplo arco do Triunfo com esculturas em relevo, que homenageiam os pracinhas da Força Expedicionária Brasileira (FEB) que lutou na Segunda Guerra Mundial, é uma das atrações da Redenção. Aos domingos, o Bric, uma feira de artesanato e arte, atraí milhares de pessoas que fazem compras, confraternizam e tomam chimarrão.

 

Caminhos Rurais
Ainda entre os passeios turísticos, que são ótimas oportunidades para os porto-alegrenses conhecerem a história de sua própria cidade, os Caminhos Rurais revelam um lado quase desconhecido da Capital, onde o clima interiorano e de tranquilidade tomam conta das propriedades de agricultura familiar.

 

Linha Turismo de Porto Alegre

004

Trata-se de um passeio em um ônibus especial e que apresenta ao público os principais pontos turísticos da Capital, além de contemplar as belezas, histórias e ruas da cidade.


Cisne Branco
O barco é referência no turismo fluvial. O ponto de embarque é no portão central do Cais do Porto. O Cisne Branco tem capacidade para 200 passageiros em seus três andares (deck panorâmico, deck intermediário e danceteria). O barco possui um tanque de tratamento de dejetos, para não lançá-los diretamente no Guaíba e não poluir as águas.

COMENTÁRIOS

Cadastre-se e receba
conteúdos e novidades!

Posts mais lidos

Arquivo

© Copyright 2022 SIM Rede de Postos